Linha Tóquio

Peças artesanais.

Design ousado e original.

Em metal banhado em prata de lei ou ouro envelhecido.

Muito leves.

Brincos: R$ 179,00

Anel: R$136,00

Pulseira: R$239,00

Pedidos pelo Direct do Instagram:

https://www.instagram.com/alejandraconte.joias50mais/

Publicidade

Oi, minha linda!

Já foi o tempo em que as mulheres diferenciavam os chamados “materiais preciosos” daqueles mais comuns, mais baratos e não menos belos, na hora de escolher um colar.

Que bom!

Madeira, palha, sementes, tecidos já são usados na confecção de joias.
Sim, eu digo joias porque acredito que a definição dessa palavra atualmente envolve muito mais o desenho e o trabalho artesanal envolvido no processo do que propriamente a “preciosidade” dos materiais usados.

Então, livre de preconceitos, mostro a nova coleção de colares de alumínio com borracha.

Espero que você goste deles, tanto quanto eu!!

Colar Ondas R$156,00 – clique aqui para comprar

Colar Moedas Sobrepostas R$156,00 – clique aqui para comprar

Colar Camadas R$156,00 – clique aqui para comprar

Colar 2 elementos R$156,00 – clique aqui para comprar

Colar 3 espirais ligados R$156,00 – clique aqui para comprar

Colar 5 Espirais R$156,00 – clique aqui para comprar

Colar Enrolados R$156,00 – clique aqui para comprar

Colar 3 Espirais R$156,00 – clique aqui para comprar

Colar Espiral Duplo R$156,00 – clique aqui para comprar

Colar Barcos R$156,00 – clique aqui para comprar

Detalhe do fecho em alumínio anodizado (última foto)

Por que você usa joias?

Por que você usa brincos, um anel, um colar ou uma pulseira?
A primeira resposta que vem é “para ficar mais bonita”, não é?
Mas esse gesto tão automático, feito quase que sem pensar, carrega algo atávico: desde que nós humanos aparecemos na face da Terra, usamos joias.
Existem registros de joias do período Paleolítico, com mais de 2,5 milhões de anos!!

Reconstituição de um colar do Período Paleolítico. Peças com 2,5 milhões de anos.

E mais perto de nós…

Par de brincos da Roma antiga, provavelmente por volta do ano 100 dc


Colar do Egito Antigo


Provavelmente, essas joias representavam um certo status ou posição social de quem as usava.
A origem, o símbolo de pertencer a algo ou a alguém. A própria identidade, talvez.

Mas não apenas isso.
Com certeza, serviam para enfeitar e homenagear a vida e o corpo por ela animado; um corpo único como o teu, do jeito que ele é, sem igual, nem na sua época, nem antes e nem depois.

E é exatamente isso que, inconscientemente, continuamos fazendo: sabemos “meio sem saber” que nosso corpo é sagrado, lindo, um presente divino.

Em um momento só teu, livre de julgamentos (sou muito magra, muito gorda, muito baixa, etc), você escolhe, não por acaso, aquele par de brincos, aquele anel ou colar: eles casam com o momento emocional que você está vivendo.
Essa joia, nesse momento, te representa: mostra exteriormente o que se passa dentro de você. E assim te dá completude e segurança na tua forma feminina, que conserva a sua suavidade e beleza, não importa a idade, a cor, nem o peso e a altura.

Colar atual de alumínio anodizado e borracha.

(Alejandra Conte 2021)